» Brasil ruma para estar entre os grandes mundiais

O CEO da Céleres Consultoria, Anderson Galvão, palestrou na tarde de terça-feira, 20 de setembro, durante o 8º Congresso Brasileiro do Algodão. Galvão apresentou os desafios e as oportunidades que os produtores de algodão podem encontrar em um mercado consumidor de 9 bilhões de pessoas – previsão da ONU para a população Mundial em 2050.

Segundo ele, o mundo caminha para um panorama de crescimento populacional e econômico intenso, cada vez mais preocupação com o meio ambiente, uma possível governança global e uma necessidade, cada vez maior, de produção agrícola.

“Já rompemos a barreira dos 7 bilhões de pessoas e isso já nos trouxe uma série de mudanças de hábitos e potenciais de consumo. Uma delas é um mundo cada vez mais urbano”, exemplifica Galvão. De acordo com ele, esse crescimento urbano gera pressão no setor produtivo pela necessidade de aumento na carga de produção.

“No entanto, a área agrícola vem caindo ano a ano. A previsão é que em 2020, a área tenha se reduzido à metade em relação ao ano de 1965. Isso faz com que o hectare de produção tenha que ser cada vez mais eficiente”, revela o CEO.

Para Anderson Galvão a saída para o produtor brasileiro é escolher de qual lado que ficar: dos perdedores – aqueles que dependem de matéria-prima para seguir em frente – ou dos vencedores, que são os fornecedores de tudo o que é necessário da alimentação, passando pelo vestuário até a tecnologia de ponta. “Temos toda a estrutura para sermos os grandes vencedores, mas é preciso quebrar algumas barreiras em relação à medidas protecionistas do governo. É preciso que o produtor tome partido disso”, finalizou.


Texto: Paulo Mesquita/Abrapa