» Entidades do agronegócio vão investir R$ 500 mil em recuperação de nascentes dos rios do oeste baiano

Um montante de mais de meio milhão de reais será investido na recuperação de nascentes dos rios do oeste da Bahia. A ação é fruto de uma parceria entre a Aiba, Abapa e as prefeituras de nove municípios da região, e conta com o financiamento do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA). O primeiro Acordo de Cooperação Técnica foi assinado nesta terça-feira (2) entre o prefeito Zito Barbosa, de Barreiras, e os presidentes da Aiba e Abapa, Celestino Zanella e Júlio Busato, respectivamente.

No planejamento inicial, está prevista a recuperação de 20 nascentes no município de Barreiras, localizadas na Bacia do Rio Grande e distribuídas em três sub-bacias: Rio de Ondas, Rio de Janeiro e Rio Grande, contemplando, além dos rios homônimos, alguns riachos da região, a exemplo do Riacho D’Anta, Sucuriu, Mangabeira, Cabeceira, Passagem Funda e Redenção.

As Ações de recuperação já foram iniciadas, sendo conduzidas em uma das nascentes do Rio Grande denominada Buqueirão Ciricó, nas proximidades do povoado do Barrocão. De acordo com a Diretora de Meio Ambiente da Aiba, Alessandra Chaves, o projeto é mais amplo e prevê a recuperação não só de nascentes, como também de veredas, conforme as especificidades de cada município.

“A iniciativa não se restringe às obras de recuperação. Será desenvolvido um trabalho de educação ambiental com as pequenas comunidades envolvidas, pois entendemos que recuperar é tão importante quanto a manutenção”, ressaltou.

Segundo Alessandra, a recuperação das nascentes é o segundo passo do processo, que é precedido da identificação e diagnóstico das áreas a serem trabalhadas.
Para Adolfo Andrade, engenheiro ambiental da Aiba, que acompanha o Projeto, além do diagnóstico inicial das áreas, “é imprescindível que todas as ações ocorram precedidas do envolvimento das comunidades, que vai desde a identificação, recuperação e manutenção, considerando que a grande maioria das áreas identificadas é margeada por comunidades locais, tendo estas o benefício imediato e direto com as ações de recuperação”.

O prefeito Zito Barbosa enalteceu a importância das parcerias entre municípios e entidades do agronegócio para alcançar bons resultados. “Há tempos eu sou adepto a esses tipos de convênios que beneficiam toda população, seja através da recuperação de nascentes ou da recuperação estradas que as entidades do agronegócio têm proporcionado”, pontuou.

Outros acordos para iniciar as ações de recuperação serão firmados com os municípios de Baianópolis, Correntina, Cocos, Jaborandi, Wanderley, São Desidério, Formosa do Rio Preto e Riachão das Neves.

Ascom Aiba