» Instituto Aiba e Fundação Banco do Brasil assinam convênio para construção de complexo de processamento de alimentos

Um convênio assinado nesta quinta-feira, 01, pelo Instituto Aiba e Fundação Banco do Brasil disponibilizará R$ 250 mil reais para a construção de um Complexo de Pesquisa e Processamento de Alimentos do Oeste da Bahia, instalado na Fazenda Modelo, no Projeto de Irrigação Barreiras Norte. A assinatura, selada durante a Bahia Farm Show, beneficiará os participantes do Programa Jovem Aprendiz Rural.

A liberação do recurso se deu por intermédio do Projeto de Inclusão Social Produtiva da Fundação Banco do Brasil, em edital lançado em março deste ano, para todo Brasil. “Embora sejamos um banco comercial, temos através da Fundação Banco do Brasil uma parte social muito forte, e a região oeste da Bahia requer um olhar cuidadoso para o pequeno e o médio produtor e para a agricultura familiar”, disse o superintendente estadual, Carlos Mota.

O projeto prevê a construção de uma cozinha industrial, um refeitório com capacidade para 70 lugares, e um espaço que permitirá processar e desenvolver alimentos do Barreiras Norte, explica o superintendente do Instituto Aiba, Helmuth Kieckhofer.

“No projeto de Irrigação Barreiras Norte poderemos utilizar as frutas produzidas para melhorar a alimentação dos jovens que estudam lá, e desenvolver alimentos nutricionais, em parceria com os alunos do curso de nutrição da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), agregando à merenda nas escolas públicas”, afirmou. O projeto arquitetônico já está pronto e a previsão é que em seis meses o Complexo de Pesquisa e Processamento de Alimentos do Oeste da Bahia esteja concluído.

Programa Jovem Aprendiz Rural

O Programa foi criado para atender à Lei 10.097/2000, cujo texto determina que toda empresa, seja ela indústria ou propriedade rural, tenha uma cota de aprendizes. Em Barreiras, o Programa é coordenado pelo Instituto Aiba em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras (SPRB), e conta com o apoio do Cetep, Senar/Faeb, Ministério do Trabalho, Codevasf e de algumas empresas do ramo agrícola e associados da Aiba.

Com vários projetos sociais, o Instituto Aiba nasceu em 2014 e trabalha com projetos sociais como a Fazenda Modelo, o Fundesis, Plano de manejo e a formação do Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental do Rio de Janeiro (APA do Rio de Janeiro).

Araticum 02/06/2017