Presidente da Abapa repercute resultados da safra com superintendência estadual do Banco do Nordeste

Publicado em: 29 de setembro de 2017

Em encontro com o superintendente estadual do Banco do Nordeste (BNB), Antônio Jorge Pontes Guimarães, na noite desta quinta-feira (28), em Salvador, o presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Júlio Cézar Busato, reforçou os ótimos resultados da safra 2016/2017, encerrada no dia 20 de setembro, com o início do vazio sanitário de algodão. Ele destacou a safra recorde que atingiu 310@/hectare, e que em algumas lavouras do oeste da Bahia, chegou a alcançar 500@/hectare de produtividade.

“Esta é com certeza a maior produtividade obtida por um estado a nível mundial, o que pode ser atribuído ao clima, que após quatro anos consecutivos de seca voltou à normalidade, fertilização dos solos, aumento da matéria orgânica e novas tecnologias em máquinas, insumos e sementes, além do aprimoramento do sistema produtivo”, destacou o presidente da Abapa. Para a próxima safra, a previsão é um incremento de 35% da área plantada com intenção de plantio de 272 mil hectares.

Na oportunidade, Busato ressaltou a importância e contribuição do mercado financeiro para o desenvolvimento do agronegócio na região, e em específico, o Banco do Nordeste, por meio do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). “Agradecemos pelo excelente trabalho que o superintendente e sua equipe desenvolvem no oeste da Bahia. Existe uma presença e busca incansável na simplificação e agilização dos processos de crédito”, reiterou.

Dentre as novidades da atuação do banco na região, o superintendente informou que atendeu a solicitação dos agricultores e conseguiu junto à diretoria do banco que o valor dos custeios das lavouras possa ser corrigido anualmente no programa Planta Nordeste. “Esta ferramenta é de grande valia para os agricultores que vão investir na cultura do algodão que demanda um grande volume de recursos”, analisou Busato.

Compartilhar:
;