» Representantes do agronegócio se reúnem com alta cúpula do governo

Em Salvador, os presidentes da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Celestino Zanella e Júlio Cézar Busato, respectivamente, cumpriram, na última sexta-feira (27), uma maratona de reuniões, em várias pastas estaduais.

No Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), a pauta foi as outorgas de água e o projeto de melhoria no sistema de monitoramento dos rios Branco, de Janeiro, de Pedras, Borá, de Ondas e Mosquito, onde os irrigantes da região pretendem instalar mais 12 unidades fluviométricas, com o intuito de acompanhar as vazões desses rios, todos afluentes do Rio Grande. O objetivo é otimizar o uso de suas águas, evitando, assim, o desperdício e prevenindo a escassez hídrica. O presidente da Aiba acredita que os produtores rurais podem contribuir com a Sema e o Inema, fornecendo dados precisos.

“Com certeza, ações como esta, desenvolvidas conjuntamente, podem trazer maior transparência sobre a real situação dos rios, além do controle no uso das águas. Nós, irrigantes, somos os principais interessados em preservar os rios, pois dependemos dele para sobreviver e também para gerar emprego e renda”, defendeu Zanella.

Já na Seinfra, os representantes do agronegócio baiano tiveram uma audiência com o secretário Marcus Cavalcanti, com quem discutiram sobre os projetos das estradas que cortam a região Oeste. Recentemente, o titular da pasta, acompanhado do governador Rui Costa, entregou um trecho da BA 225, na região da Coaceral, mas os agricultores reivindicam melhorias em outros trechos de rodovias, além da construção do rodoagro para interligar ao Anel da Soja.

À tarde, eles se encontraram com o secretário de Agricultura, Vitor Bonfim, e com o vice-governador e secretário de Planejamento do Estado, João Leão, onde trataram de questões referentes à melhoria de infraestrutura e logística na região Oeste e os convênios para a Bahia Farm Show – segunda maior feira agrícola do país, responsável por gerar mais de 2.000 empregos diretos e indiretos. Os dirigentes da Aiba e Abapa aproveitaram a ocasião para entregar às autoridades o convite para o evento, que neste ano acontece entre os dias 30 de maio e 03 de junho, no município de Luís Eduardo Magalhães, no Oeste baiano.

“A Bahia Farm Show é uma grande vitrine do agronegócio e já se consolidou como um dos principais eventos do segmento, ajudando a alavancar a economia da região mesmo em anos de crise. Todos os anos recebemos muitos políticos, e em 2017 não poderia ser diferente. Viemos convidá-los e já saímos daqui com a confirmação da presença dos secretários, do vice-governador e também do deputado Eduardo Sales, que representa o setor”, comentou Júlio Busato.

Neste sábado (28), Zanella e Busato se reúnem, ainda, com o chefe do executivo estadual, Rui Costa, em um almoço no Palácio de Ondina, residência oficial do governador. Durante o encontro, eles devem abordar assuntos ligados ao agronegócio e o desenvolvimento da região Oeste da Bahia.

Para os presidentes da Aiba e Abapa, que tomarão posse oficialmente dos respectivos cargos no próximo dia 17 de fevereiro, a viagem à capital foi muito produtiva e  demonstra a importância que as associações têm em serem interlocutoras dos anseios e das necessidades dos agricultores por elas representados.

Ascom Aiba