» Sustentabilidade é foco da abapa

Todas as nossas ações geram impactos ao nosso redor, seja nas pessoas ou no meio ambiente onde estamos inseridos. Eles devem ser pensados para que não prejudiquem, mas sim transformem positivamente o nosso entorno. Para o produtor de algodão da Bahia esta preocupação está em pauta todos os dias, e não é de hoje.

O que podemos fazer pelo meio no qual estamos inseridos? É esta a questão que tem norteado a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) em suas ações. A instituição vem promovendo atividades e eventos assumindo seu protagonismo com relação à comunidade baiana e ao meio ambiente.

Preocupada com os recursos naturais e a população em seu entorno, ela vem interagindo e se relacionando com os seus diferentes públicos estratégicos, contribuindo para a melhoria da economia, gerando emprego, renda e mais qualidade de vida.

Conheça algumas ações realizadas:

Recuperando nascentes
Desde janeiro de 2018, a Abapa, juntamente com a Aiba (Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia) e as Prefeituras, está trabalhando em um projeto de recuperação de nascentes em 9 cidades do Oeste da Bahia (Barreiras, Baianópolis, Formosa do Rio Preto, Cocos, Correntina, Jaborandi, São Desidério, Wanderley e Mansidão). Além da identificação, diagnóstico e restauração, o projeto prevê cursos de revitalização de nascentes para técnicos e membros da comunidade e mais um programa de educação ambiental nas localidades destas nascentes. Até o momento, foram recuperadas 50 nascentes e áreas de preservação permanente, além da conscientização de cerca de 600 moradores e alunos de escolas próximas à população ribeirinha e a capacitação de aproximadamente 200 ribeirinhos sobre a importância da conservação dos recursos naturais e o incentivo à agricultura sustentável.

Conhecendo o Agro
Desde junho deste ano a Abapa conta com o programa educacional “Conhecendo o Agro”, que visa aproximar a realidade da produção agrícola no campo junto àqueles que moram nas cidades. Na primeira ação, os profissionais da educação foram capacitados sobre a importância do setor agrícola para o desenvolvimento socioeconômico e do alto nível de tecnificação de todos os processos que envolvem a produção, como o plantio, manejo e combate às pragas, colheita, armazenagem e comercialização, mostrando o caminho entre a produção e o resultado final para o consumidor. Ainda dentro do projeto, 2 turmas de alunos que estudam no 4º ano do ensino fundamental no Colégio Municipal Padre Vieira, de Barreiras, participaram de uma atividade de colheita manual de algodão e visitaram o laboratório de entomologia na Fazenda Modelo, além de uma exposição sobre o histórico da cotonicultura, prevenção e combate às pragas, variedades, períodos de produção e os diversos usos do algodão no cotidiano. Ainda dentro do programa, a Abapa contempla bolsas de estudos para filhos de trabalhadores de fazendas associadas à instituição na Escola Maria Edith Rhoden.

Apoiando a pesquisa de estudantes
A Abapa está apoiando os estudantes da escola Maria Edith Rhoden, no distrito de Roda Velha, em São Desidério, em uma pesquisa para testar se a exposição direta à radiação solar causa mudanças na fibra do algodão baiano, reconhecida como uma das melhores do mundo em alongamento, resistência, uniformidade, maturidade, reflectância, dentre outras características. Eles elaboraram o projeto de pesquisa ‘Viabilidade da resistência da fibra do algodão em altos índices de radiação solar quando submetida a ambiente estratosférico’, selecionado, entre outros no Brasil, como finalista do Projeto Garatéa, gerido por um consórcio de entidades, dentre elas a Universidade de São Paulo (USP) e o Ministério da Ciência e Tecnologia, e que tem como conselheiros representantes da NASA. Para dar sequência à pesquisa, foram coletadas três amostras de fibras para serem enviadas aos testes no espaço.

Conhecendo o Campo
Entre 2016 e 2018, a Abapa realizou o projeto “Conhecendo o Campo”, levando crianças e adolescentes da rede municipal de ensino de Barreiras para uma lavoura de algodão e um laboratório de classificação e de entomologia. Para muitos deles, a oportunidade foi o primeiro contato com o campo. Para outros, a chance de vivenciar o que pode ser um novo caminho de sucesso profissional. O projeto atualmente foi reformulado e integrado ao projeto “Conhecendo o Agro”, e foi realizado nestes três anos na Fazenda Escola Paulo Mizote, com o apoio do Instituto da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Iaiba), Secretaria de Educação da Prefeitura de Barreiras e Fundeagro.

Ajudando a comunidade
A Abapa apoiou a campanha “Algodão que aquece”, que entregou 660 agasalhos 100% algodão para os estudantes das localidades da zona rural de Barreiras: Cerradão, Campoerê, Cajuarama, Cabecerinha, Santa Rita, Chico Preto e Teiú. O objetivo é evitar a evasão escolar no período do inverno. O projeto, realizado pelo segundo ano consecutivo, faz parte das atividades do Núcleo Mulheres do Agro, com o patrocínio das empresas CiaSeeds, FMC Agrícola e J&H Sementes. A ação teve início em 2018, quando a Abapa realizou a doação de 400 agasalhos para os estudantes da localidade de Rio de Pedras, na zona rural de Barreiras.

Ajudando hospitais e entidades sociais
A Abapa doou em abril deste ano 60 toalhas produzidas com algodão 100% baiano e 720 fraldas geriátricas para o Abrigo dos Idosos São João Batista, que atua há mais de 40 anos em Barreiras e atualmente acolhe cerca de 30 idosos. A doação também ocorreu no mês de janeiro para o Hospital do Oeste (HO) e o Hospital Eurico Dutra. As toalhas são 100% algodão e integram a Campanha “Sou de Algodão”, que incentiva o uso da fibra entre o público consumidor.

Ajudando o meio ambiente
Em ações ligadas à Semana do Meio Ambiente/Semana do Cerrado, os agricultores do oeste da Bahia, por meio da Abapa, Aiba e SLC Agrícola, promoveram a doação de mudas de árvores nativas entre as cidades do Oeste da Bahia. Caju, Lobeira, Leucena, e Jatobá integraram a lista de espécies nativas do Cerrado, disponibilizadas para as prefeituras da região. As entregas aconteceram em escolas da rede pública e privada de ensino e para a população em ações de plantios de mudas nas cidades.

Ajudando pequenos produtores
Para incentivar a agricultura de Barreiras, a Abapa vem realizando, desde 2018, doações de sementes para agricultores de comunidades rurais de Barreiras. A primeira ação foi no dia 29/11, em São Vicente, região do Rio Branco. Cerca de 25 agricultores receberam 200 quilos das sementes, entregues pela Abapa e doadas pelo presidente da instituição, Júlio Busato, e pelo diretor consultivo e ex-presidente da entidade, João Carlos Jacobsen. Os contemplados integram o Programa Vale Produtivo da Prefeitura de Barreiras, que prevê a agricultores familiares o suporte técnico na produção de alimentos, com correção de solo e horas/máquina.

Apoiando o futuro da educação
Em dezembro, a Abapa também contribuiu com a formatura dos estudantes do ensino fundamental da Escola Municipal Santa Luzia, na localidade Rio de Pedras, zona rural de Barreiras. O presidente da entidade, Júlio Busato, esteve presente na ocasião e presentou os formandos com mochilas personalizadas. A solenidade foi fomentada pelo Núcleo Mulheres do Agro, por meio da Suzana Viccini, que vem promovendo um trabalho de parcerias focado no desenvolvimento da comunidade, e contou com a presença do empresário Osmar Martins, da Jaraguá Veículos.

Arrecadando alimentos para a comunidade
A Abapa apoiou a 13ª edição do Dia Nacional da Coleta de Alimentos, realizada em 10/11/2018, em Barreiras e mais 55 cidades brasileiras, que estiveram mobilizadas. As doações foram feitas às entidades sociais de toda a região por meio do Fundesis.

Reconstruindo a flora nativa
Os produtores rurais, por meio da Abapa, promovem lançamentos aéreo de sementes. A primeira ação aconteceu em 2018 em uma área de vegetação nativa no entorno da pista da ABA, em Barreiras, e também contou com a participação de membros da sociedade civil e da própria ABA. A Abapa também vem apoiando a entrega de árvores nativas em parceria com a SLC Agrícola e com o projeto de recuperação e proteção de nascentes de rios do oeste da Bahia.

Levando infraestrutura para pequenos produtores
A fim de viabilizar a produção agrícola junto aos pequenos produtores, a Abapa realiza a doação de kits de irrigação por gotejamento em cidades do Oeste da Bahia, como Wanderley, Muquém do São Francisco e São Desidério A ação é realizada em parceria com as prefeituras e integra o programa de tecnologia iniciado no Sudoeste, que já contemplou, desde 2014, a entrega de 130 kits.