Projeto Centro de Treinamento

 

O CT disponibiliza a melhor infraestrutura para cursos presenciais em diversas áreas, como, Mecanização Agrícola, Transporte Rodoviário, Movimentação de Cargas, Irrigação, Aviação Agrícola, Educação Continuada, Jurídica, Contábil, dentre outros. Desde que foi inaugurado, até 2019, o CT atendeu cerca de 40 mil pessoas que participaram de mais de 1.400 cursos ligados diretamente ao agronegócio. Além das atividades nas instalações de Luís Eduardo Magalhães, equipe do CT também se desloca às propriedades rurais, otimizando tempo e adequando os cursos à realidade do campo, a exemplo dos atendimentos médicos, cursos na área de informática e o “Programa Educacional Conhecendo o Agro”.

Centro de Referência

Para potencializar os resultados na qualificação de mão de obra ligada ao agronegócio, a Abapa tornou o CT o ponto de convergência de todas as atividades desenvolvidas em aperfeiçoamento profissional.

Em 2019 a média geral da avaliação de satisfação aplicada aos participantes dos treinamentos foi de 9,1 (escala de 1 a 10), enquanto a média de satisfação aplicada aos proprietários e gestores de fazendas foi de 9,0 (escala de 1 a 10).

Com capacidade instalada para atender mais de 300 pessoas, o Centro é estruturado e equipado para garantir o aperfeiçoamento profissional buscando levar mais eficiência e qualidade para a cadeia produtiva do algodão baiano.

Novas parcerias

Cada vez mais preocupada com o pilar social, a Abapa e os parceiros investem no aperfeiçoamento e na melhoria contínua dos profissionais do setor agrícola, garantindo mais produtividade, segurança, qualidade e bem estar para quem trabalha no campo ou no escritório.  A Abapa, por meio do CT, conta com a parceria da Agrosul/John Deere, Veneza Equipamentos/John Deere, Oeste Pneus/Pirelli, SESI, SENAI, CIEB, IEL, SENAR, SPRB, SPRLEM, Pivodrip/Valley, ABA – Manutenção de Aeronaves/Air Tractor, Gotemburgo/Volvo, além do apoio do Fundeagro e do IBA.

Áreas de atuação

  • Mecanização Agrícola;
  • Movimentação de Cargas;
  • Terraplanagem;
  • Florestal;
  • Beneficiamento e Análise da Fibra do Algodão;
  • Saúde e Segurança do Trabalho – NR’s;
  • Ensino Técnico – EaD;
  • Tecnologia em Pivôs Agrícolas;
  • Tecnologia em Pulverização Agrícola (Terrestre e Aérea);
  • Tecnologia em Lubrificantes;
  • Tecnologia em Pneus Agrícolas e Rodoviários;
  • Controle, Redução e Monitoramento de Poluentes para Veículos a Diesel;
  • Cozinha rural.

Metas:

  • Contínuo aperfeiçoamento e capacitação de novos profissionais para o setor agrícola.
  • Manutenção da qualidade dos programas desenvolvidos por meio da retenção de talentos.
  • Ampliar o raio de atuação e assim como o número de beneficiados pelos programas e a sustentabilidade dos mesmos.
  • Ampliação dos Cursos Técnicos desenvolvidos em Parceria com Universidades e Escolas Técnicas.
  • Promover de forma responsável a conscientização da importância do agronegócio para o Brasil.
  • Buscar novas “Parcerias” e o fortalecimento contínuo das atuais.

 

 

 

 

Conteúdo apresentado no 1º Seminário sobre a Qualidade da Fibra do Algodão e Beneficiamento:

Avaliação das origens da fibra curta e impactos na fabricação de fios de algodãoPaulo Alfieri
Cuidados e manejos na lavoura que influenciam qualidade do algodãoGeraldo Pereira
Fluxo Comercial, gestão de contratos e Logisticas para comercialização do algodãoRaimundo Santos
Prevenção de contaminação por plástico na colheita do algodãoBruno Caetano
Programa SBRHVI e Requisitos para amostragem para analise em HVISergio Brentano

Compartilhar:
;