» Projeto Centro de Treinamento

A Abapa, no seu papel institucional de promover o desenvolvimento da cotonicultura da Bahia, criou em 2010 o Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia. Desde que foi inaugurado, o CT já capacitou cerca de 10 mil pessoas que participaram de um total de 558 cursos ligados diretamente na cadeia produtiva do algodão. Em 2017, foram treinadas 6.621 mil colaboradores que participaram de um total de 244 treinamentos ligados às normativas de segurança do trabalho, operador de máquinas e colheitadeiras, produção e beneficiamento do algodão, dentre outros.

Centro de Referência

Para potencializar os resultados na qualificação de mão de obra ligada ao agronegócio, a Abapa tornou o CT o ponto de convergência de todas as atividades desenvolvidas em aperfeiçoamento profissional. Em 2017 a média geral da avaliação de satisfação aplicada aos participantes dos treinamentos foi de 9,2 (escala de 1 a 10), enquanto a média de satisfação aplicada aos proprietários e gestores de fazendas foi de 9,3 (escala de 1 a 10). Com capacidade instalada para atender cerca de cem pessoas, o Centro é estruturado e equipado para garantir o aperfeiçoamento profissional buscando levar mais eficiência e qualidade para a cadeia produtiva do algodão baiano.

Novas parcerias

Com o Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia, a Abapa e parceiros vem levando aperfeiçoamento e melhoria contínua dos processos e rotinas administrativas e operacionais das propriedades de algodão da Bahia, levando mais qualidade de vida e bem estar para quem trabalha no campo. O Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), conta com a parceria da Agrosul-John Deere, Oeste Pneus-Pirelli, SESI, SENAI, CIEB, SPRB/Senar, Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães e Universidade Federal de Viçosa (UFV), além do apoio do Fundeagro e do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA).

Áreas de atuação

  • Mecanização Agrícola;
  • Movimentação de Cargas;
  • Terraplanagem;
  • Florestal;
  • Beneficiamento e Análise da Fibra do Algodão;
  • Saúde e Segurança do Trabalho – NR’s;
  • Ensino Técnico – EaD;
  • Tecnologia em Pivôs Agrícolas;
  • Boas Práticas em Pulverização Aérea;
  • Tecnologia em Lubrificantes;
  • Tecnologia em Pneus Agrícolas e Rodoviários;
  • Controle, Redução e Monitoramento de Poluentes para Veículos a Diesel;
  • Idiomas;
  • Cozinha rural.

Metas:

• Contínua capacitação e o aperfeiçoamento de novos profissionais para o setor agrícola.

• Manutenção da qualidade dos programas desenvolvidos por meio da retenção de talentos.

• Manutenção e ampliação do número de beneficiados pelos programas e a sustentabilidade dos mesmos.

• Ampliação da estrutura física do complexo voltada ao aprimoramento mecânicos e operadores de máquinas e implementos.

• Manutenção e Ampliação dos Cursos Técnicos desenvolvidos em Parceria com a Universidades Federais/Escolas Técnicas, além dos programas junto ao SENAR, SENAI, SESI, CIEB e SEST/SENAT.

• Buscar novas “Parcerias” e o fortalecimento contínuo das atuais.