Projeto Centro de Treinamento

Desde que foi criado, em 2010, o CT da Abapa já capacitou, aproximadamente, 51 mil pessoas e disponibilizou mais de 2,2 mil treinamentos.

Com o investimento maciço em pesquisa científica e tecnologia, o Brasil desenvolveu um modelo de agricultura tropical sem precedentes no mundo, que evolui em ritmo vertiginoso, a reboque das inovações. E se um terço dos empregos do país estão direta ou indiretamente ligados ao campo, as pessoas que ocupam estes postos também precisam acompanhar a evolução. Não é sem motivo que o Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia, da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), é hoje uma das prioridades da associação, pois tem como missão suprir uma demanda por mão-de-obra capacitada, dentro e fora das fazendas, com oferta de treinamentos, inclusive, para a comunidade, gratuitamente.

Este esforço da Abapa em qualificar trabalhadores das fazendas e das comunidades do entorno ajuda a diminuir as distâncias entre a oferta e a demanda de profissionais com as competências necessárias para trabalhar num setor em que a profissionalização e a tecnologia derrubaram a velha máxima de que “quem não estuda tem que trabalhar na roça”. Sobretudo na cotonicultura, o trabalho no campo exige conhecimento e aprimoramento constante das habilidades, para lidar com processos, máquinas e equipamentos de grande complexidade e valor.

A aprendizagem técnica oferecida no CT conta com o respaldo de empresas parceiras, como as fornecedoras de tecnologias para o agro, além de instituições com expertise em educação, como SENAR, SENAI e os demais braços do “Sistema S”. Isso garante aos alunos certificação de qualidade e reconhecida pelo mercado.

Parceiros da Tecnologia

Atualmente, são parceiros da Abapa no CT: Agrosul-John Deere, Oeste Pneus- Pirelli, SENAR/SPRB/SPRLEM, SESI, SENAI, IEL, Veneza Equipamentos – John Deere, PIVÔDRIPP – Valley, Gutemburgo – Volvo e ABA – Manutenções de Aeronaves. O CT tem apoio financeiro do Fundeagro e do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA)

Infraestrutura

O CT disponibiliza a melhor infraestrutura para cursos presenciais em diversas áreas, como, Mecanização Agrícola, Transporte Rodoviário, Movimentação de Cargas, Irrigação, Aviação Agrícola, Educação Continuada, Jurídica, Contábil, dentre outros. Além das atividades nas instalações de Luís Eduardo Magalhães, equipe do CT também se desloca às propriedades rurais, otimizando tempo e adequando os cursos à realidade do campo, a exemplo dos atendimentos médicos, cursos na área de informática e o “Programa Educacional Conhecendo o Agro”. Com capacidade instalada para atender mais de 400 pessoas por dia, o Centro é estruturado e equipado para garantir o aperfeiçoamento profissional buscando levar mais eficiência e qualidade para a cadeia produtiva do algodão baiano.

CT Abapa no Rosário

Os cursos que antes aconteciam apenas no Centro de Treinamento da Abapa em Luís Eduardo Magalhães (LEM) e nas fazendas associadas, foram expandidos, também, para a sede da Abapa no Rosário. O distrito de Correntina fica distante dos dois maiores centros urbanos do Oeste da Bahia, Barreiras e LEM, o que dificulta o acesso dos profissionais desta microrregião aos cursos do CT ou de qualquer outra instituição. E esta era uma demanda urgente, pois a importância do Rosário é tamanha, que de lá saem 15% da produção de grãos do Oeste da Bahia.

Áreas de atuação

As qualificações profissionais do CT da Abapa vão muito além das demandas diretas da cotonicultura. Um exemplo disso são os cursos oferecidos para operadores de silos agrícolas. Estas estruturas não são utilizadas para armazenamento da safra de algodão, e sim de grãos, como soja e milho. Mas todo produtor da fibra no Oeste produz, necessariamente, soja e, muito provavelmente milho. Os benefícios da educação se multiplicam por todas as cadeias produtivas e, claro, na sociedade, aumentando o desenvolvimento, a qualidade de vida e o bem-estar na região.

Outro exemplo são os cursos de Segurança dos Alimentos e Compostagem, fornecidos às profissionais que trabalham nos municípios do Oeste. Esta capacitação faz parte do escopo do programa Conhecendo o Agro, uma das iniciativas da Abapa geridas pelo CT.

A oferta de cursos também é inclusiva, e está ajudando a capacitar mulheres para atuar áreas tradicionalmente ocupadas pelos homens, como a operação e manutenção de tratores agrícolas.

 

 

 

 

Compartilhar:
;