» Preço do suíno recua 23% apenas neste ano

O preço da carne suína apresenta forte queda desde o início do ano. Segundo pesquisa da Folha, o valor da arroba negociada pelos frigoríficos caiu 23% só em 2011, cotada ontem a R$ 45 no Estado de São Paulo. O mês de janeiro é tradicionalmente mais fraco para o comércio de carne suína. Passadas as festas de final de ano -período em que a carne de porco é, historicamente, mais consumida-, a demanda cai, influenciada também pelas férias escolares. Mas, neste ano, o tamanho da queda surpreendeu o próprio setor, segundo Pedro de Camargo Neto, presidente da Abipecs (associação de produtores e exportadores). Segundo ele, o calor excessivo e a lentidão na retomada das exportações explicam essa forte redução de preço. Em janeiro, o volume embarcado caiu 19% ante igual mês de 2010, segundo a Secex. Losivanio de Lorenzi, presidente da ACCS (associação dos criadores de suínos de Santa Catarina), diz ainda que as fortes chuvas de janeiro em grandes regiões produtoras, como São Paulo e Rio de Janeiro, provocaram uma forte queda no consumo, devido a problemas logísticos. Ele também lembra que a suspensão, por parte da Rússia, de importações de carne suína de cinco frigoríficos do Rio Grande do Sul resultou em oferta excessiva. O presidente da Abipecs confirma que, além das cinco unidades gaúchas, um frigorífico de Mato Grosso teve as exportações para a Rússia suspensas temporariamente em dezembro, mas diz que o volume correspondente a esses embarques não é suficiente para provocar uma distorção no preço interno.

CHUMBO 1,11% Ontem, em Londres
ZINCO 0,61% Ontem, em Londres

Receita recorde O elevado patamar de preço deve resultar na maior receita já obtida pelo Brasil com as exportações do complexo soja. Projeção da Abiove (associação das indústrias de óleos vegetais) aponta para exportações de US$ 21,8 bilhões em 2011, crescimento de 27% em relação a 2010.

Boa produtividade Diante de condições climáticas favoráveis nas principais regiões produtoras, a Abiove também reviu sua estimativa para a produção de soja na safra 2011/12. De 67,2 milhões de toneladas, em janeiro, a entidade projeta agora 68,8 milhões de toneladas.

Em alta O preço do café no país segue a valorização do mercado internacional. Ontem, o valor médio da saca de 60 quilos ficou em R$ 456,50, alta de 4,8% no dia, segundo pesquisa da Folha. Em algumas cooperativas, já há negócios saindo perto de R$ 500 por saca.

Milho 1 Com o plantio de milho encerrado na Argentina, a Bolsa de Cereais manteve a projeção de 19,5 milhões de toneladas para a safra 2010/11.

Milho 2 Mas, dos 3,5 milhões de hectares destinados a fins comerciais, 200 mil foram perdidos ou destinados à pastagem.

OLHO NO PREçO COTAçõES

Mercado Interno

ALGODãO (R$ por arroba) 36,03 TRIGO (R$ por saca) 26,69

Nova York

CACAU (US$ por tonelada) 3.358 AçúCAR (cent.de US$)* 32,04

Fonte: Abrapa