Palavra do Presidente

Presidente da Abapa – Biênio 2020/21 – Luiz Carlos Bergamaschi

A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) tem novo presidente. O produtor Luiz Carlos Bergamaschi assumiu a função a partir do dia 1º de janeiro para o biênio 2021/22. Ele substituiu Júlio Cézar Busato, que desempenhou a função nos últimos quatro anos, e passou a ocupar o cargo de presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa). Tradicional produtor da região do Rosário, na divisa entre a Bahia e Goiás, Bergamaschi esteve juntamente com Busato na diretoria da Abapa, atuando como vice-presidente da entidade. Ocorrida durante assembleia no final de outubro, a definição da nova diretoria se deu na base do consenso entre os produtores associados.

O novo presidente da Abapa assume a função em momento de plantio do algodão, quando os produtores baianos devem semear uma área total de 264.614 mil hectares, mantendo-se como o segundo maior produtor de algodão do Brasil. “A Bahia vem colhendo boas safras nos últimos anos e embora haja uma diminuição na área plantada, a expectativa é de uma excelente safra”, afirma. Bergamaschi acredita ser de fundamental importância para o desenvolvimento da cotonicultura baiana os projetos desenvolvidos pela Abapa, frutos da organização, seriedade e ética do trabalho das diretorias que passaram pela entidade.

 

Compartilhar:
;